Últimas notícias nº 45/2021 – 06/12/2021

São Paulo tem as 14 melhores rodovias do Brasil

Estão em São Paulo as 14 melhores rodovias brasileiras, de acordo com a 24ª Pesquisa Rodoviária da Confederação Nacional do Transporte (CNT).  A primeira colocada nesse ranking nacional é a Rodovia Euclides da Cunha (SP- 320 – trecho Rubinéia/Mirasol), administrada pelo DER. As outras 13 são concessionadas e estão sob a gestão da ARTESP.

“É desafiador liderar o ranking e manter a qualidade das nossas estradas. Mais que investimentos, é preciso planejamento estratégico para superarmos os desafios de logística que se impõem. Olhamos este retrato com o compromisso de buscar inovação em nossa infraestrutura rodoviária”, afirma Rodrigo Garcia, vice-governador e secretário de governo de São Paulo.

A Rodovia Euclides da Cunha foi duplicada pelo governo estadual e tem grande relevância ao PIB nacional, por fazer parte de um grande corredor logístico, ligando São Paulo ao Mato Grosso do Sul e à região Centro-Oeste. Ela atravessa 17 municípios a partir de São José do Rio Preto até a Ponte Rodoferroviária. Tem tráfego de veículos leves e transporta principalmente grãos, adubos e insumos para a agricultura. Desde a sua duplicação, contou com contratos de conservação para mantê-la em boas condições de trafegabilidade.

O segundo lugar do ranking nacional é ocupado pela Rodovia dos Bandeirantes (SP-348). A Rodovia João Baptista Cabral Rennó (SP-225 trecho Itirapina/Santa Cruz do Rio Pardo), também concedida, ficou em terceiro lugar no ranking nacional.

“Estamos bem felizes e orgulhosos por ocuparmos os primeiros lugares entre as melhores rodovias do Brasil. Este resultado consolida o trabalho que é feito pelo governo paulista desde janeiro de 2019, quando assumiu a atual administração, com ações concretas, planejamento e recursos previstos no orçamento estadual. Entre as centenas de obras, prontas ou em andamento, temos mais de R$ 10 bilhões em investimentos em quase 8 mil quilômetros de rodovias que estão sendo modernizadas e recuperadas pelo Estado”, comemorou o secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto.

Ampliando mais a análise, o estado de São Paulo tem 16 das 20 melhores posições do ranking da CNT. Durante a realização da pesquisa, 21 equipes avaliaram 109 mil quilômetros de rodovias. Entre os itens mensurados estão: estado geral, pavimento, sinalização, geometria da via, pontos críticos, custo operacional, investimentos necessários e meio ambiente. Segundo a CNT, 79,6% das estradas paulistas são consideradas ótimas ou boas. Nas vias paulistas, o pavimento é considerado satisfatório em 76,8% dos trechos analisados e a sinalização é boa ou ótima em 81% dos casos. Quanto ao traçado, 71,1% das vias do estado são boas ou ótimas, e quase 80% (79,4%) dos quilômetros analisados contam com acostamento.

Desde o início do Programa de Concessões, em 1998, já foram investidos mais de R$ 54 bilhões em obras sob concessão, em aproximadamente 11.600 quilômetros de rodovias. As concessões paulistas já viabilizaram mais de 1.638 quilômetros de duplicações em rodovias estaduais, além de 86 quilômetros de prolongamento de rodovias, 3.287 quilômetros de faixas adicionais, 360 quilômetros de contornos e mais de 50.000 quilômetros de recapeamento.

Rodovias mais bem classificadas em 2021

1º lugar – Rodovia Euclides da Cunha (SP- 320 – trecho Rubinéia/Mirasol) – Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de São Paulo;

2º lugar – Rodovia dos Bandeirantes (SP-348 – trecho Cordeirópolis/São Paulo);

3º lugar – Rodovia João Baptista Cabral Rennó (SP-225 trecho Itirapina/Santa Cruz do Rio Pardo).

Veja aqui a pesquisa CNT completa: https://pesquisarodovias.cnt.org.br/PainelIframe/PesquisaCNTRodovias.html

Fonte: ARTESP